sábado, 29 de junho de 2013

Não há oposição e nem há "direita" no Brasil.

Nos últimos dias, eu li na internet que a grande mídia brasileira estava tentando dar um golpe de direita. Eu imediatamente reagi com estranheza! Há alguns anos, eu acreditava que existia realmente uma direita. Essa direita era o pensamento das “elites” que queriam a manutenção da desigualdade social e ainda defendiam o interesse das grandes empresas estrangeiras.

Uma coisa que precisa ficar clara é: realmente tais elites existem, porém o maior erro é considerar essas elites de “direita”. Esse erro é crasso e primário. Por que as pessoas acreditam nesse tipo de análise distorcida do problema político? Elas acreditam nisso porque a esquerda, ou a suposta esquerda, repetiu esse equívoco inúmeras vezes.

O povo realmente acredita na existência de tal direita. Porém, ela não existe, visto que a direita é uma ficção da esquerda. Na verdade, a esquerda criou a direita por uma simples operação lógica de negação. Então, o que não é esquerda, é direita. Isso é uma análise ingênua.

Se o que não é esquerda, também não é direita, então, o que é afinal? Existe no mundo atual, uma hierarquia de interesses privados e a pessoa, ou o grupo, que está no nível mais baixo da hierarquia, defende automaticamente quem está num nível acima! Isso é uma rede-zumbi ou uma rede de fantoches. A elite máxima possui um fantoche num nível imediatamente mais baixo. Esse fantoche possui outro fantoche num nível mais baixo e assim por diante! A elite máxima estende sua influência globalmente através da rede de
fantoches. Atualmente, o que não é esquerda no mundo ocidental faz parte dessa rede hierárquica de interesses privados que defendem indiretamente os interesses da elite máxima.

O equívoco mais difícil de entender é aquele que compara o regime militar com a direita.
Muitos dizem que a ditadura no Brasil foi uma ditadura de “direita”. Esse é um grande
equívoco, porque os militares não eram exatamente a direita. Eles eram os
representantes das elites globalistas no âmbito estatal. A ditadura no Brasil não defendeu
exatamente os interesses da direita, mas defendeu principalmente os interesses do
capital estrangeiro.

Uma coisa que as pessoas precisam entender é que as elites globais manipulam as
ideologias que são favoráveis aos governos deles. No regime militar, uma ideologia mais
conservadora era mais interessante para as elites globais, porém, eles começaram a
perceber que o secularismo era uma estratégia de controle muito mais interessante. Em
outras palavras, o secularismo dos dias atuais é financiado maciçamente pelos fantoches
das elites globais.

O erro da esquerda brasileira foi entender que a ideologia dos militares é a mesma
ideologia das elites globais, quando as elites dominantes não têm apego por qualquer
ideologia que eles promovem. As elites globais só usam as ideologias como estratégia de
dominação! As elites globais não promovem o conservadorismo ou o “atraso” nos direitos
civis, como pensam os esquerdistas alienados. Eles simplesmente promovem ideologias
que facilitam a dominação deles. As elites globais promovem secularismo, mas eles
sabem exatamente o que eles estão fazendo, enquanto a esquerda acha que vai criar o
terreno cultural da revolução comunista!

Não existe direita, porque não existe direita autônoma, totalmente auto-suficiente e
desvinculada dos interesses das elites globais. A direita só chega ao poder, quando ela é
conveniente aos interesses das elites globais. Depois que essa conveniência acaba, a
suposta direita simplesmente desaparece. Os militares brasileiros nunca foram a
verdadeira direita!

Quando dizemos que a direita quer manter o povo na pobreza, isso é realmente uma
injustiça total com a direita, porque isso é uma forma de atribuir culpa a alguém no lugar
da verdadeira culpada. A direita é o álibi perfeito das elites globais. Assim, quando os
interesses nacionais estão ameaçados, os esquerdistas automaticamente dizem que a
direita está tentando dar o golpe. Isso isola de qualquer suspeita, quem realmente possui
o poder.

A direita verdadeira não é comunista, mas não é privatista. Ela defende o interesse
publico e o interesse da nação e afirma o conservadorismo como o modelo ideal na
defesa desses interesses! Não existe um único grupo de direita que se enquadre na
definição acima no Brasil! A direita verdadeira não é “direita” comprada pelas elites
globais. A verdadeira direita é nacionalista e politicamente independente! A verdadeira
direita não está subordinada aos interesses privados, visto que isso apenas a tornaria
peça de manobra social. Isso não existe no Brasil. Os partidos que teoricamente são de
direita, ou são fracos, ou foram corrompidos pelas elites globais. Em outras palavras,
toda a “direita” brasileira não possui autonomia real.

Se existisse realmente uma direita nacionalista, que tivesse um projeto de nação
totalmente independente dos interesses privados, aí sim, poderíamos dizer que há uma
direita no Brasil. Mas isso não existe aqui. A direita brasileira é uma ficção, visto que
sempre fingiu que era contra o interesse dos esquerdistas. A direita no Brasil é uma
armadilha que os esquerdistas compraram. Eles continuam batendo na direita, mas eles
estão iludidos, porque eles estão batendo num fantasma. Enquanto eles reclamam da
direita, as elites globais corrompem e manipulam os interesses do Brasil cada vez mais.
O problema do Brasil não é a direita e nunca foi! O problema do Brasil é a incompetência
de análise política!

Por último, o erro mais absurdo da esquerda brasileira é achar que o marxismo cultural e
o multiculturalismo são contra as elites globais. Quando a esquerda brasileira promove
essas ideologias, ela faz exatamente o que as elites globais querem. A esquerda
brasileira só incomoda as elites globais porque ainda contém resquícios de nacionalismo.
A única coisa que incomoda as elites globais é o nacionalismo. O marxismo cultural e o
multiculturalismo não representam nenhuma afronta aos interesses privados das elites
globais.

A mesma mídia que critica o governo de esquerda é a mesma mídia que promove o
marxismo cultural e o multiculturalismo! Isso não é estranho e paradoxal? Isso não é
paradoxal, porque a mídia sabe que o multiculturalismo e o marxismo cultural servem aos
planos das elites globais, enquanto os esquerdistas acham ingenuamente que estão
antagonizando as forças opressoras das elites globais.

A mídia não defende o interesse da direita, quando ela critica a esquerda. A mídia critica
o resquício de nacionalismo que a esquerda ainda possui, porque é esse nacionalismo
que incomoda os interesses das elites globais. Em outras palavras, o marxismo cultural e
o multiculturalismo não são ideologias nacionalistas, porém os esquerdistas nunca
entenderão isso. Essas ideologias são ideologias de distração, ideologias inofensivas que
ocupam as lideranças políticas com questões inofensivas.

Qual é a estratégia das elites globais? A estratégia é ocupar a atenção dos políticos e
legisladores com questões ideológicas que não atingem o problema crucial do país, que é
a defesa da soberania do país. O secularismo possui uma dupla utilidade para as elites
globais:

1. O secularismo enfraquece os laços ideológicos e separa as pessoas.

2. O secularismo distrai a população com discussões inúteis. Desse modo, as
pessoas não percebem o que está acontecendo no underground político.

Enquanto a população está distraída com discussões irrelevantes do ponto de vista da
soberania do país, as elites globais expandem a influência sobre os governos e as
populações. A direita no Brasil está morta ou corrompida e a esquerda foi totalmente
manipulada pelas ideologias secularistas. Em outras palavras, a única coisa que a
esquerda pode fazer pelo país é acordar do sonho secular e encarar o problema como
ele realmente é. Enquanto, a esquerda brasileira perde tempo criticando o fantasma da
direita, ou perde tempo promovendo secularismo, as elites globais minam o resto de
nacionalismo que sobrou.

A esquerda brasileira é a esquerda mais burra do mundo. Pelo menos, os outros países
de esquerda conhecem os objetivos do marxismo cultural e o multiculturalismo e
controlam conscientemente os efeitos dessas políticas. Mesmo que alguns países
comunistas sejam secularistas, o secularismo deles não está sob influência da mídia ou
sob a influência das elites globais. O secularismo dos países comunistas é totalmente
subordinado aos interesses nacionalistas deles. Esse é o grande mérito de alguns países
comunistas.

O secularismo no Brasil está totalmente subordinado aos interesses das elites globais e é
exatamente por isso que o Brasil será dominado mais cedo ou mais tarde totalmente
pelas elites globais. Em pouco tempo, as elites globais tomarão conta de todas as
riquezas naturais brasileiras! Não existe nenhuma ideologia nacionalista forte no Brasil e
o secularismo brasileiro serve apenas para enfraquecer o povo perante os interesses das
elites globais. A maior prova disso, é que as discussões sobre as minorais são mais
importantes do que a soberania do país. Enquanto a esquerda brasileira está preocupada
com as minorias, as elites globais estão tomando todos os recursos naturais do país! Eu
quero saber o que esquerda brasileira fará com o marxismo cultural quando o Brasil
estiver quebrado e falido.

A única solução de direita é o surgimento de um partido político forte, isento, nacionalista,
capaz de defender os interesses públicos acima dos interesses privados. Na atual
conjuntura, tudo acaba no mesmo! A esquerda é apenas mais agressiva na propaganda
marxista, porém, a direita comprada fará a mesma coisa que a esquerda faz, mas apenas
esconderá os meios. A direita comprada promoverá as mesmas ideologias da esquerda,
mas apenas usará mais os veículos privados para disfarçar suas intenções. Ou seja, a
suposta direita comprada usará a mídia para promover as ideologias de esquerda,
enquanto fingirá isenção e antagonismo diante das políticas culturais da esquerda.


FONTE:http://depaspalhoarealista.blogspot.com.br/2013/06/nao-existe-direita.html?showComment=1372523723718#c3864153039641540064

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar: