segunda-feira, 14 de maio de 2012

Freud, o charlatão.

FREUD um charlatão a serviço do anti-cristianismo?



Sigmund Freud - Uma das figuras de realce na historia do pensamento moderno, a partir da psicanálise, que criou, passou a exercer ampla influencia na própria vida cotidiana dos homens de seu tempo. Freud fez parte de um conjunto de idéias revolucionarias, tais como, Marx, Darwin, etc. Na verdade, a psicologia até então era tida como o estudo da alma. Como pode um materialista estudar psicologia sem acreditar na alma? A psicologia sofreu varias modificações e ramificações: uma delas foi a psicanálise de Freud.

Freud emerge, da biografia que dele fez seu discípulo Ernest Jones, não só como homem de gênio, mas como figura humana de marido, pai, e criador da psicanálise.

Dos quatro aos oitenta e dois anos Freud viveu em Viena. Em 1938, depois da anexação da Autria pelos nazistas, foi para Londres, onde morreu a 23 de setembro. Duas datas fundamentais no desenvolvimento da obra de Freud foram seu trabalho em 1885 com Jean Charcot em Paris, que confirmou a determinação de Freud de investigar a histeria do ponto de vista psicológico e sua colaboração com o medico e pensador austríaco Josef Breuer. Este confiara a Freud como havia curado sintomas de histeria fazendo o paciente relembrar em estado hipnótico, as circunstâncias que tinham dado origem às manifestações histéricas, com reprodução das emoções originais. Ao regressar de Paris, Freud propôs a Breuer que publicassem o caso, com alguns outros de que ele próprio havia tratado nesse meio tempo. O livro sobre aquilo, que os autores chamaram de método "catartico" de tratamento constituiu o ponto de partida do que um dia se chamaria psicanálise.Pouco depois, entretanto Freud deu o passo decisivo de usar, em lugar do hipnotismo, o método da livre associação de idéias.

Recentemente, num artigo da revista jesuíta"Civiltá Católica", cujo autor é o consagrado padre Giuseppe de Rosa, diretor da revista, diz o seguinte:

"Um problema muito delicado se coloca para um cristão que necessite de terapia psicológica quando o analista, especialmente se de formação freudiana, tem uma visão da vida puramente materialista e assim amoral e arreligiosa ou até pansexual."

"Pode acontecer que, apos uma terapia com um analista de formação freudiana, cristãos e religiosos sofram danos de caráter moral e religioso. Por isso a proibição aos religiosos de submeter-se à psicoterapia, a não ser com permissão explicita." Entre os danos citados por De Rosa está a perda da fé apos um período de analise.

Freud falseava dados, diz pesquisa nos Estados Unidos:

Uma serie de revelações feitas por pesquisadores norte americanos causou um golpe ao mito do "pai da psicanálise", Sigmund Freud. Investigações feitas por um grupo de psicanalistas e historiadores mostram que Freud manipulava a vida sexual e matrimonial de seus pacientes, solicitava doações, distorcia resultados para adapta-los às suas teorias e fazia com que pacientes portadores de problemas de personalidades passassem por curados.

Sintetizados em um artigo publicado em um jornal norte americano "The New York Times", os documentos, encontrados pelos investigadores em vários arquivos universitários mostram numerosas discordâncias entre os resultados narrados por Freud e os testemunhos de pessoas envolvidas com ele.

Como exemplo a pesquisa levantou que o celebre caso da cura de histeria de "Anna O" não relatava a verdade. Seguindo os passos da mulher (cujo nome verdadeiro era Bertha Pappenheim) ate um sanatório Suíço, eles descobriram que ela continuou apresentando os mesmos sintomas da doença durante toda a sua vida.

Um bombardeio inclemente sobre o edifício freudiano vem do instituto de tecnologia de Massachusetts, nordeste dos Estados Unidos. O historiador Frank Sulloway, do MIT, esquadrinhou os relatos de casos tratados por Freud e concluiu: Pelo menos 99% da teoria psicanalítica estão errados. O pouco que se salva, como o conceito de transferência, nada tem de novo - deriva da biologia do séc. XIX.

Através das lentes criticas de Sulloway, 44, desaparece o Freud gênio solitário, que erigiu uma ciência baseado em dados empíricos e uma heróica auto analise. Surge o clinico ávido por propagandear sua capacidade de cura, sem pudor de manipular fatos, datas e recorrer a uma enganadora habilidade retórica.

Dos casos mais famosos que mais se nota a fraude, temos:

a) Pequeno Hans - O garoto de cinco anos tinha fobia por cavalos. Freud só o atendeu uma vez. Era filho de Max Graf, discípulo freudiano. Freud tentou explicação edipiana para o caso, ignorando o fator mais obvio: um acidente de charrete que Hans assistiu.

b) Mulher homossexual - Tratamento falhou. Para ela, homossexualismo não era problema. Só procurou terapia forçada pelos pais. A analise não passou da fase de avaliação do caso.

c) Daniel Schreber - Achava que sua cabeça estava sendo comprimida, que o peito era esmagado. Freud o "analisou" a partir da auto-biografia, concluindo que era homossexual de relacionamento problemático com o pai. Ignorou que as sensações de Schreber eram idênticas às experimentadas quando testava aparelhos de postura inventados pelo pai, ortopedista.

d) Homem dos ratos - Tinha medo obsessivo de ratos. "Curado" por Freud em poucos meses. Uma semana antes de anunciar a "cura" no primeiro congresso internacional de psicanálise, Freud tinha escrito a Jung: "não tenho nenhum caso completo, que possa ser visto como um todo."

e) Homem dos lobos - Longo tratamento com Freud e outros. Ao todo 60 anos de terapia. Obsessão por lobos. Jamais se curou, entrando em estagio avançado de paranóia.

f) Dora - Histérica. Perdia a fala, entre inúmeros outros sintomas. Nenhuma evidencia histórica de melhora no curto tratamento. abandonou a terapia por causa dos "modos enervantes" de Freud.

CONCLUSÃO

A psicologia é uma matéria muito interessante, pois sendo estudada corretamente e de forma honesta faz de seu objeto um importante traço de desenvolvimento e conhecimento. Porem as várias convulsões do pensamento revolucionário tem abalado a historia do homem. Essas Revoluções influenciaram fortemente as tendências, que por sua vez agiram nas idéias e por fim culminaram nos fatos. Assim o homem decadente e afastado de Deus mergulhou em sua crise, sendo que essa crise se estendeu para todos os campos de ação do próprio homem.

Fonte: Jornal "Folha de São Paulo" de 09/09/92; Jornal "Folha de São Paulo" de 07/03/90 e Jornal "Folha de São Paulo" de 05/04/91

FONTE: http://vandeanosdafe.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar: