sábado, 20 de julho de 2013

Sola Fide? A fé salva...com as boas obras que a acompanham.

De fato, é a fé quem salva, mas existe a participação da pessoa, conforme nos manda S. Paulo em suas cartas, em diversas passagens.

Mesmo porque a “fé sem obras é morta”.

É S. Paulo que ainda no-lo explica: “Manda… que se façam ricos em boas obras (1Tim 6,18).

Em “boas obras”, porque, completa S. Tiago, “o homem é justificado pelas obras e pela fé” (Tgo 2, 24) ou pelas obras que nascem da fé, porque a “fé sem obras é morta” (17) e só uma fé viva pode dar a vida.

É pois bem claro que o homem é salvo pelas boas obras nascidas da fé, e não pelas “obras da lei”, ou simples execução material daquilo que é mandado pela lei.

As boas obras são feitas para agradar a Deus por amor e são as conseqüências da verdadeira fé, posta em prática.

Diz ainda S. Paulo sobre a diferença entre obedecer a “Lei das Obras”, que não tem valor, mas a lei posta em prática pela fé: “Porquanto nós sustentamos que o homem é justificado pela fé, sem as obras da Lei. (…) Então eliminamos a Lei através da Fé? De modo algum! Pelo contrário, a consolidamos” (Rom 3, 28 – 31).

E mais, se apenas a Fé salvasse (segundo argumentos), você acabaria, indiretamente, justificando que uma pessoa pode levar uma vida de pecado, bastando ter fé para ser salva. Diz S. Paulo: “Que diremos então? Que devemos permanecer no pecado a fim de que a graça atinja sua plenitude? De modo algum!”(Rom 6, 1-2). E São Mateus: “Nem todo aquele que me diz ‘Senhor, Senhor’ entrará no Reino dos Céus, mas aquele que pratica a vontade de meu Pai que está nos céus” (Mt. 7, 21). Praticar é agir conforme a Fé, ou seja, é ter obras conforme a sua Fé.

Um pecador, deve pedir perdão de seus pecados e mudar de vida, mudar de obras (nunca permanecer sem obras e se justificar pela fé), conforme nos manda Nosso Senhor: “Ide e não peques mais!” Em outras palavras, mude de vida, corrija suas atitudes, suas obras.

FONTE: http://www.lepanto.com.br/variedades/debate-com-protestantes/so-a-fe-salva/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar: