terça-feira, 17 de abril de 2012

Feminismo: últimas palavras.


Conheço muitos homens sérios que estão correndo para longe das mulheres (até os casados dão um jeito de sair cedo e chegar tarde a seus lares).

Reclamações principais deles sobre elas: gastos inúteis e exagerados, cobranças excessivas e irrealistas, falta de comedimento no vestir-se e no comportar-se, violência psicológica e verbal, manipulação, chantagens,personalidades difíceis de aturar (a tal de “personalidade forte” – forte é quem tem de aturar isso…), frescuras, falta de espírito de sacrifício, preguiça, moleza, gosto excessivo pelo luxo e pelo conforto (ao contrário de suas avós), mentiras e falsidades, valorização do poder e da supremacia da vontade própria ao invés do amor e do fiel cumprimento do dever (= cumprir a vontade divina), grosseirias, promiscuidade, vulgaridade, insolência no agir e no falar, irresponsabilidade, falta de valores sólidos (seguem qualquer revistinha feminista do tipo Cláudia, Nova, Marie-Claire), desrespeito aos pais (principalmente ao pai, com o apoio da mãezinha feminista, que dá o exemplo, claro), vontade de igualar-se ao homem no que ele tem de pior (bebedeiras, promiscuidade sexual, excesso de trabalho, criminalidade, descaso pela família, agressividade, violência, etc) e nunca de igualar-se ao homem no que ele tem de melhor (coragem, responsabilidade, espírito de sacrifício pela família, força moral, rigor ético, honestidade, sinceridade, proteção, sabedoria, etc). Isso tudo além de querer as vantagens dos direitos sem o peso das obrigações. Esses são sintomas do feminismo. Mesmo as que se declaram não-feministas, sem o saberem, adotam inúmeros desses comportamentos (não acredito no blá-blá-blá das moças que se dizem vacinadas contra esse mal…). Conheci uma que chorava de raiva da tirania da chefe mas era mais tirana ainda dentro de casa, para desespero do marido e dos filhos, que fazem o possível para permanecerem o máximo de tempo possível longe dela (isso para mim é hipocrisia).

Resumindo: os homens gostariam de encontrar uma sócia, não um parasita. Uma dama, não uma piriguete. Fica difícil matar uma onça por dia fora de casa e, cansado, ser atacado por outra dentro de casa. Assim, a companhia de outros homens e cães (ou de garrafas e bolas de futebol) é mais agradável.

Como ex-advogado em varas de família, percebi que quem destrói impiedosamente os casamentos são as mulheres (exceções para os homens psicopatas, que são – pasmem! – uma minoria que não chega a 10% dos casos). Mesmo nos homens que pioram depois de casados, vejo o excesso de críticas e de humilhações por parte de suas esposas a levarem-nos para o alcoolismo, a depressão, o fracasso profissional (pois não vale a pena lutar por quem só sabe reclamar), o abandono do lar e (explicando mas não justificando) o adultério. Confira em http://www.amen.ie (dados alarmantes sobre homens agredidos física e psicologicamente por mulheres – esposas, mães e filhas). Minha experiência prática o confirma.

Não haverá casamentos nem famílas saudáveis (e nem sociedades equilibradas) enquanto houver feminismo. Um cavalheiro sabe reconhecer uma dama, e uma dama sabe reconhecer um cavalheiro. Um só existirá onde houver o outro. Uma dama nunca atrai homens cafajestes, e um cavalheiro nunca recebe atenções de piriguetes. Os opostos NÃO se atraem.

Moças católicas, ataquem impiedosamente o feminismo! Sem feminismo, não há cafajestagem masculina (sim, os que mais lucram são os cafajestes, os que usam e abusam da "liberação" feminista - rapazes e moças decentes ficam "sobrando", a menos que se encontrem, claro). Sem feminismo, há menos hedonismo, mais heroísmo, melhores famílias, um mundo melhor. Sem feminismo, há menos competição desleal para arrumar namorado ou casar-se, menos abortos, menos divórcios, menos degeneração, mais virtude.

O feminismo e a misandria só trazem a infelicidade: a primeira feminista foi Eva, e com ela, toda a desgraça que persegue a raça humana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar: