sábado, 13 de fevereiro de 2010

A Frivolidade como Modelo.

A Frivolidade como Modelo

O que podem ensinar os pais aos seus filhos, os professores aos seus alunos? Alguém pode falar de honradez ou de segurança quando se tornou habitual que os juizes sejam acusados de falsificar provas ou os policiais de cometerem delitos sem que aconteça nada? Como respeitar a quem representa as "instituições" quando os advertem de estarem "próximos" ou já dentro do escândalo? Se pode fazer referência aos quais os antigos consideravam honra quando as "estrelas" deste espetáculo escrevem, orgulhosas e desafiantes, os detalhes da corrupção de suas vidas, muitas vezes breves, mas sempre bem maquinadas? Como se pode ensinar a falar, isto é, a pensar, aos nossos filhos quando escutam permanentemente um incoerente léxico balbuciado cujo escasso e grotesco vocabulário deixou de escandalizar por que constitui o espelho fiel de almas grosseiras? Ficarão ainda ingênuos que se preocupem pela vida interior ante tão prestigiado "esbanjamento de superficialidade". Que argumentos ajudarão um pai ou uma mãe a explicar ao seu filho que sua vida depende do esforço e do trabalho, ou à sua filha adolescente que é conveniente que alguma noite durma em sua casa? Nenhum, enquanto as crianças vejam que as condutas opostas não só são socialmente admitidas, mas que até parecem constituir um requisito imprescindível para alcançar o êxito, refletido na admiração dos demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar: