sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Lectio Divina (leitura orante): aprofundando os alicerces.


Lectio Divina.
“Diálogo Com Deus”, D. Colombás, Paulus.
Lectio Divina (passos).
Partes:
Ascética (1. Leitura + 2.Meditação) = perseverança.
Mística (3. Oração + 4. Contemplação) = abandono.
1. Lectio : ler = alimento sólido (recolhimento, leitura e escuta). Leitura dócil e serena da revelação de Deus pelo homem.

2. Meditatio / Ruminatio : “ruminar” (Mt 4,4 = alimento espiritual) a passagem escolhida, saboreando-a repetidamente, refletir (silêncio meditativo). Meditar é o recolhimento orante sobre a leitura com o auxílio do Espírito Santo no caminho do amor: “o amor é a força que une” (inteligência e conhecimento são subsidiários), comunhão e amizade com Deus (pensar muito mantém a distância).

3. Oratio : saborear, responder a Deus (oração do coração) – graças, louvor, petição, intercessão, reparação, promessa,etc.

4. Contemplatio : descanso, sabor e encantamento, revelação (oração do coração). A contemplação é uma forma superior de conhecimento caracterizada pela simplicidade do ato. A razão fica de lado com suas análises, sínteses, divisões e comparações. O coração tem a intuição da verdade e suscita uma elevação de pensamentos e sentimentos que bloqueiam a razão (ex: espanto, admiração, reconhecimento, louvor, arrependimento, etc.).
Contemplação = conhecimento mais elevado + fruição de incomparável beatitude OU
Contemplação = conhecimento dramático + sofrimento inaudito (a depender da verdade contemplada).
A contemplação só se expressa através do silêncio do recolhimento, preenchido pela Presença de Deus.
Contemplação com êxtase: elevação da alma além de si, permanecendo como que suspensa em Deus e degustando as alegrias da doçura eterna.

5. a) Operatio : agir em conformidade (ação). Vontade de viver a vontade de Deus (Lc 1, 38), encarnação da verdade para vivê-la.

b) Collatio : confrontar (comparar), contribuir, partilhar. “Comunicação fraterna de experiência de oração, de conhecimento de Cristo, de sugestões para a prática das virtudes, especialmente da caridade, que os irmãos receberam durante o silêncio da escuta e a oração do coração.” Expor o que o texto sagrado (lido e saboreado) havia sugerido e comparar experiências pessoais com outros para amoldar a vida à Palavra de Deus.

c) Eructatio (=expressar, transbordar): mel que flui espontaneamente dos lábios, das mãos e do coração. Agir e transbordar sob essa inspiração.

Objeto da Lectio Divina:

1º. Escrituras Sagradas.
2º Estudos dos Padres do Ocidente e do Oriente, liturgias.

Inimigos da Lectio Divina:

1. Mentalidade utilitarista e imediatista.
2. Excesso de literatura.
3. Insistência moderna do processo intelectual em detrimento do aspecto intuitivo e afetivo.
4. Hábitos de leitura rápida (modelo universitário de leitura).
5. Paixão por imprensa (jornais, revistas, televisão,etc.): causa paixões, preocupações, temores, etc.
6. Ritmo acelerado de vida.

Soluções:

1. Otium claustral: tempo livre (ócio) para se dedicar ao Espírito.
2. Repouso espiritual: “dias de deserto”.
3. Buscar clima de recolhimento, paz, oração: renunciar ao nervosismo e aos hábitos impostos por sociedade de consumo.

Lectio Divina é a leitura da Sagrada Escritura para suscitar a oração e conduzir à contemplação (via intuição contemplativa = “busca da verdade e viva experiência de sua posse”); “leitura-escuta” com simplicidade de coração e desejo de escutar (descoberta pela oração e não por discussões).

Obs: em casa onde há Lectio Divina, há paz, harmonia, respeito, amor e vida (Deus está presente).

Dom das lágrimas: a Lectio Divina inquieta a alma (“náusea e vômito”) e leva ao arrependimento do mal, purificação da alma para “vestir a veste branca”. Lágrimas de alegria, gratidão, louvor ao toque das carícias de Deus.

Modelo de Lectio Divina: a Bem-Aventurada Virgem Maria (Anunciação) = docilidade, disponibilidade, aceitação, humildade, serviço, escuta com atenção, meditar sem cessar as verdades reveladas, respeito e acolhimento.

Para ser receptivo, antes, é preciso crer (ter fé é o princípio da felicidade da Virgem Maria).

Fé = revelação da Verdade + adesão incondicional a Deus.

Postura da BVM: meditar sem cessar as verdades reveladas.

Revelação (leitura) – meditação – oração – contemplação (oração+contemplação=crescer na fé para a fidelidade).

Etapas essenciais da fé da BMV.

1. Viver de fé: viver segundo Deus, não segundo o ambiente (não se adéqua ao ambiente quando este contraria a Verdade).
2. Progredir na fé: refletir sobre o conteúdo de tudo que escuta e presencia para se tornar mais iluminada e cumprir a vontade de Deus.
3. Perseverar na fé: crer contra todas as possibilidades.

Provas de fé da BVM (provações).

1. Renúncia: renunciar a si mesma para seguir a Deus.
2. Deserto: drama anunciado e não conhecido (morte de Jesus).
3. Tempo: quando?
4. Sangue: sacrifício do Filho.
Há idades da fé! Satisfazer-se em permanecer criança na fé é parar o crescimento em Cristo! Filhos de Deus = membros do Corpo Místico de Cristo (crescer como Cristo “em sabedoria, idade e graça”).

Como crescer na fé:

1. Vontade de crer.
2. Alimentar a fé na leitura da escritura (Lectio Divina).
3. Seguir o exemplo da BVM.
4. Ser adulto na fé: tornar-se um Alter Christus.

Fatores perturbadores da Lectio Divina:

1. Pouco empenho e comodismo.
2. Acomodamento no erro (“síndrome de Gabriela”).
3. Excessivo interesse em bens materiais.
4. Vaidades, orgulhos (fama, poder, beleza, riquezas, etc.).
5. Distrações (entretenimentos, pensamentos mundanos, etc.).
6. Cansaço, doenças, desgostos, rancores, egoísmo, resistência a perdoar (inquietações físicas e espirituais).
7. Pensar demais: análise excessiva nos desvia da síntese.

Fatores auxiliadores à Lectio Divina:

1. Empenho numa vida espiritual equilibrada e sincera.
2. Desejo de conhecer a vontade de Deus para nossas vidas.
3. Viver o ensinamento de Cristo.
4. Paz e tranqüilidade física e espiritual.
5. Viver a caridade e o perdão incondicional.
6. Desapego de bens materiais.
7. Frequência aos Sacramentos.
8. Seguir e imitar o modelo de receptividade para a Lectio Divina: a Virgem Maria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar: