segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Catecismo da Oração: Credo.


O Credo

1. O Credo

O que é o nosso Credo?

É um admirável resumo da fé cristã.

Porque os Apóstolos o compuseram e o ensinaram?

Eles o compuseram e o ensinaram para servir de base a todos os ensinamentos da religião e também para ser um memorial dos ensinamentos da Igreja para os fiéis.

E para o que mais?

Para ser para todos os fiéis um sinal de reconhecimento e uma marca para sempre inviolável da unidade da fé que nos veio dos Apóstolos.

Que valor devemos dar ao Credo?

O maior valor; pois contém para nós as mais altas verdades do conhecimento às quais está ligada nossa salvação eterna.

O que há, sobretudo, de maravilhoso no Credo?

É o fato do Credo ser a luz tanto para os maiores gênios como para as crianças menorizinhas; é nele que todos vêm se saciar como numa fonte inesgotável de verdade.

2. Como se atinge a inteligência do Credo

Os Apóstolos, instruídos pelo Espírito Santo, acharam que a melhor maneira de ensinar a religião era o método histórico, e vemos que o seguiram na composição do Credo.

O que decorre disso para nós?

Decorre que devemos nos adaptar ao método apostólico, e moldar o nosso espírito para compreender o Credo.

Então, verdadeiramente, é o Credo uma história?

Sim, nada mais fácil de compreender.

E qual a história que está no Credo?

A historia do presente, a do passado, e a do futuro.

Então é bem maravilhosa?

Certamente, daí ser preciso que entremos nessa história divina.

3. A historia presente no Credo

O que nos ensina o Credo sobre o presente?

Nos ensina grandes coisas sobre Deus, sobre a Igreja e sobre nós mesmos.

O que nos ensina sobre Deus?

Ensina primeiro o que é Deus, que são três pessoas em um só Deus, Pai, Filho e Espírito Santo.

E o que mais?

Que Deus é Todo Poderoso, Criador e conservador do céu e da terra; que seu Filho único, Jesus Cristo Nosso Senhor, está sentado à direita do Pai no céu.

E sobre a Igreja?

Que ela é católica e que é santa.

E sobre nós mesmos?

Que temos por Senhor, Jesus Cristo, o Filho de Deus, e que por ele entramos na comunhão dos Santos e encontramos a remissão dos pecados.

4. A historia do passado no Credo

O que nos ensina o Credo sobre o passado?

Tudo aquilo que mais nos interessa saber.

Quais são essas verdades?

A primeira é que Deus é o nosso Criador, já que é o Criador do céu e da terra.

E a segunda?

A segunda, que o Filho de Deus se fez homem por nós e nasceu da Virgem Maria.

E a terceira?

Que ele ressuscitou ao terceiro dia e que subiu ao céu.

5. A historia do futuro no Credo

O que nos ensina o Credo sobre o futuro?

Primeiramente que Nosso Senhor Jesus Cristo virá julgar os vivos e os mortos, recompensando a cada um segundo suas obras.

E o que mais?

Que todos os homens ressuscitarão de carne e osso antes de se apresentar para o julgamento de Nosso Senhor.

Qual será a sentença do soberano Juiz?

Conduzirá à vida eterna os que dela forem dignos e condenará à morte eterna os que a merecerem.

Disso tudo que precedeu, como deduzir a maneira de dizer o Credo?

Devemos seguir o método histórico, quer dizer, ter no espírito:

1o Deus existindo antes de todos os tempos, Pai, Filho e Espírito Santo;

2o Deus criando o céu e a terra;

3o Deus enviando seu Filho único ao mundo para nossa salvação;

4o Repassar em nosso espírito os mistérios da vida, morte e ressurreição de Nosso Senhor;

5o Lembrando-nos da Igreja de quem somos filhos, dos bens que encontramos em seu seio e aqueles que esperamos na vida eterna.

É tudo?

Não, à essa revista histórica é preciso acrescentar o ato interior de fé, aderindo piedosamente a essas verdades divinas, alegrando-nos de possui-las e preferindo-as a todas as coisas, já que são elas que nos levam a Deus.



Rezemos juntos o Credo:



Creio em Deus Pai Todo Poderoso,
criador do céu e da terra;
e em Jesus Cristo um só seu Filho, Nosso Senhor:
o qual foi concebido pelo poder do Espírito Santo,
nasceu de Maria Virgem,
padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado;
desceu aos infernos, ao terceiro dia ressurgiu dos mortos,
subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai Todo Poderoso,
de onde há de vir a julgar os vivos e mortos;
creio no Espírito Santo,
na Santa Igreja Católica,
na comunhão dos Santos,
na remissão dos pecados,
na ressurreição da carne,
na vida eterna. Amém.
http://www.capela.org.br/Catecismo/oracao3.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Pesquisar: