quinta-feira, 18 de maio de 2017

FATIMA'S VOICE - VOZ DE FÁTIMA Nº 2.

   VOZ DE FÁTIMA, VOZ DE DEUS                                         Nº 2

11 de fevereiro de 2017


Vox túrturis audita est in terra nostra”
Cant. II, 12)



O Terceiro Segredo e o Concílio

            Os que estudam seriamente Fátima sabem que a chamada “revelação do Terceiro Segredo” é uma falácia.
            Entre vários argumentos em abono do que digo há um ao qual gostaria de me referir e que, infelizmente, é pouco falado: a causa por que os Papas desde João XXIII até Francisco negaram-se a revelá-lo.
Indaguemo-nos com toda simplicidade qual seria o conteúdo ali existente que faria calá-los tão teimosamente.
            Qual é a “pupila dos olhos” desses Papas? Acaso não é, com toda a evidência, o Concílio Vaticano II? Sim, caro leitor, é isso que quero dizer: estou pessoalmente convencido de que no Terceiro Segredo há a “palavra mágica” “Concílio”. E certamente ela figura aí não em termos elogiosos, mas como sendo a causa da “desorientação diabólica”¹ na qual vivemos; esse Concílio, no entanto, é considerado pelos ditos Papas como a “primavera da Igreja” (e ai daquele que o contestar! Mesmo que seja a Mãe de Deus!!!)
           Saiba também o leitor que essa minha convicção pessoal não é gratuita nem sem fundamento.
            Aduzo em seu favor dois testemunhos de duas pessoas de grande peso: o Cardeal Oddi e a Irmã Lúcia.
            O Cardeal Oddi disse: “Conforme me é conhecido, está escrito que aproximadamente em 1960 o Papa teria convocado o Concílio do qual, contrariamente ao que se esperava, teria derivado tantas dificuldade para a Igreja”.² Com as palavras “conforme me é conhecido”, com toda segurança poderíamos acrescentar às mesmas: “pelo que soube junto aos que leram o Segredo”.
            A Ir. Lúcia, respondendo às perguntas que lhe fizeram se o Segredo tinha a ver com o Concílio e suas consequências, ela respondeu “Não posso dizer – não posso falar” “Eu li alguns documentos do Concílio, mas não os li todos” “Eu li sobre alguns problemas, mas não li tudo”.³ Respostas evasivas de quem não quer dizer o que foi perguntado. Por que não o faria? Se a resposta fosse “não” seria muito simples de o fazer. Mas se a resposta fosse “sim” ela estaria diante de dois problemas: 1) Ela não poderia desobedecer àqueles que tinham autoridade sobre ela, os quais com toda verossimilhança eram acérrimos defensores do Vaticano II e tê-la-iam proibido de o dizer; 2) Ela poderia não poderia mentir. Daí as suas respostas tipicamente escapatórias.
            Quão bom seria se todos os católicos estivessem convictos da realidade da tese que defendo! Por respeito e obediência às palavras de Nossa Senhora rejeitariam o Vaticano II e as reformas pós-conciliares e voltariam ao que a Igreja sempre ensinou antes do Concílio e adeririam à Tradição bimilenar.
Queira Deus que assim o seja com a contribuição deste modesto artigo.

Arsenius


1- Palavras da Ir. Lúcia, citadas em “Fátima joie intime événement mondial”, pág. 409.
2- 30 Giorni, novembro de 1990.
3- Cf. Controverses, abril de 1995.
VOICE OF FATIMA, VOICE OF GOD  No. 2

February 11, 2017

"Vox túrturis audita est in terra nostra"
Cant. II, 12)

The Third Secret and the Council

Those who seriously study Fatima know that the so-called "Third Secret revelation" is a fallacy.
Amongst several arguments in favor of what I say there is one to which I would like to refer, and which, unfortunately, is little spoken of: the reason why the Popes from John XXIII to Francisco refused to reveal it.

Let us inquire in all simplicity what content would be in it that would silence them so stubbornly.

What is the "eye pupil" of these Popes? Is it not, evidently, the Second Vatican Council? Yes, dear reader, that is what I mean: I am personally convinced that in the Third Secret there is the "magic word" "Council." And it certainly figures there not in complimentary terms, but as being the cause of the "diabolical disorientation" (1) in which we live; such Council, however, is considered by the Popes to be the "spring of the Church" (and woe to the one who challenges it! Even if it is the Mother of God !!!).

You also know that my personal conviction is neither gratuitous nor unfounded.

I adduce in its favor two testimonies of two great people: Cardinal Oddi and Sister Lucy.

Cardinal Oddi said: "As it is known to me, it is written that approximately in 1960 the Pope would have convened the Council from which, contrary to expectations, it would have caused so much difficulty for the Church." ( 2 ) With the words "as it is known by me", we could safely add:" From what I have learned from those who have read the Secret. "

Sister Lucy, responding to the questions she was asked if the Secret had to do with the Council and its consequences, she replied, "I can not say - I can not speak." "I read some Council documents, but I did not read them all." "I read about some problems, but I did not read everything." ( 3 ) Evasive  answers from those who do not want to say what was asked. Why would not she do it? If the answer was "no", it would be very simple to do so. But if the answer were "yes" she would face two problems: 1) She could not disobey those who had authority over her, who in all likelihood, were staunch defenders of Vatican II and would have forbidden her to say so; 2) She could not lie. Hence her typically escapist responses.

How good it would be if all Catholics were convinced of the reality of the thesis I defend! Out of respect and obedience to the words of Our Lady, they would reject Vatican II and post-conciliar reforms and return to what the Church has always taught before the Council and would adhere to the Bimillennial Tradition.

May God grant it so with the contribution of this modest article.

Arsenius
1- Words of Sister Lucy, quoted in "Fatima joie intime événement mondial", p. 409.
2 – 30 Giorni, November 1990.

3- Cf. Controverses, April 1995.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar: