sexta-feira, 21 de março de 2014

Continue a esforçar-se e penitenciar-se.

Combate-se o dito de que não é preciso tanto.

Um leproso (diz o Evangelho) estava fazendo suplicas a Jesus Cristo, dizendo: 0 Senhor, vós se quiserdes, podeis sarar-me.» A lepra, meus irmãos, é um cancro universal, que deixando o doente com vida, lhe infecciona todo o corpo; e d’esta sorte é figura d'um cristão, que apesar de estar em graça, vive com tibieza e descuido, não fazendo caso dos pecados veniais, nem dos defeitos, nem de imperfeições: e por este motivo lhe saem infeccionadas e manchadas todas as suas boas obras; porque não guarda os sentidos externos; porque vive sem mortificação, e sem recolhimento; porque se ocupa com pensamentos vãos; porque se não vence a si mesmo, nem reprime as suas paixões; tudo, tudo lhe sai infecciona- do e manchado!...

E por isso com grande fundamento comparou Isaias as nossas boas obras com panos os mais sujos: Oh! Quanto deve ser pura e santa a vida d´um cristão, para logo se entrar no Reino dos Céus e sair deste mundo! Já o disse, uma alma deve estar toda purificada como uma estrela para entrar no Reino dos Céus, e gozar da vista clara de Deus: é certo que os Santos tiveram luzes divinas, e acertaram; pois já estão seguros, já estão gozando de Deus lá na pátria celestial; e também é certo que os pecadores vivem nas trevas do erro, cegos com as suas paixões; e como pensaram os Santos sobre estas cousas? que disseram, ou como fizeram eles?

Dizem os pecadores, ou antes diz o inimigo mundo: Para se salvar uma alma também não é preciso tanto. Não é preciso tanto? Pois desengana-te; para te salvares, ainda que fora necessário andares com a língua de rastos até ao fim da tua vida; ainda que fora necessário dares mil vidas, se as tiveras; ainda que fora necessário passares por mil infernos, se fora possível tudo isto, ainda era pouco; ainda o Céu te ficava muito e muito barato!.. Não é preciso tanto, dizes tu, ou dizem eles; mas pergunto eu: E por ventura estarão lá no Reino dos Céus esses que viveram e morreram segundo esse espírito do mundo? Ninguém m’o pode provar; e quantos já estarão ardendo no fogo do inferno? Sim. porque os verdadeiramente preguiçosos não podem conquistar o Reino dos Céus, nem merecer os bens eternos da gloria!...

Que vos parece? Os Santos, cheios de luzes divinas, e talvez com bem poucas faltas, fizeram quanto puderam, não cuidavam em outra cousa, trabalhavam sempre por Deus, e tudo lhes parecia pouco; ainda temiam, e receavam; e os pecadores, esses homens do mundo, que vivem segundo o espírito do mundo, carregados de crimes, cheios de vícios, e sem luzes divinas, tudo lhes parece muito, tem medo de fazer alguma cousa de mais, ou de que outros o façam.

Não vos enganeis, meus irmãos; não vos enganeis com esse mundo; por quanto ele te é um inimigo da alma; esse mundo tem enganado, e está enganando quase tudo; quase tudo vai perdido por via das más conversações e dos maus exemplos d’essas pessoas desmoralizadas... Não olheis para ditos; quem ainda estremece com estes ditos, quem d’isso fizer caso, não está firme, e não vai longe com a sua vida espiritual; porque há de perder o fervor, ha de cair na tibieza e no descuido; e por fim também cairá em pecados graves, e com eles irá ao inferno. Portanto sede firmes e fervorosos, fazendo sempre quanto puderdes, quando não, caminhais muito arriscados para a eternidade.



Livro Missão Abreviada
Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar: