domingo, 5 de maio de 2013

Cai mais um mito abortista: gravidez adolescente.

Cai um mito: gravidez na adolescência não é gravidez de risco e não justifica aborto.

Prejuízo social por ter engravidado é maior

Engravidar na adolescência traz mais prejuízos do ponto de vista social e emocional do que para o organismo da mulher. De acordo com o médico obstetra e especialista em gravidez de risco do Hospital Evangélico Marcelo Gui­­marães, a ideia de que a mu­­lher está despreparada por ter um útero ainda pequeno ou em formação, ou uma bacia estreita, não se aplica para a maior parte dos casos de gravidez nessa época da vida.

“A mulher está preparada para engravidar logo após ter a primeira menstruação. Desse modo, o corpo das adolescentes está tão preparado para gerar um filho quanto o de uma mulher adulta”, diz o médico.
É a pouca maturidade o que pode gerar problemas nesta fase – adolescentes tendem a se alimentar mal e a não tomar as vitaminas e os remédios prescritos pelos médicos, o que causa anemia na mãe e um crescimento intra-útero menor do feto.


Elas também faltam mais aos exames e às consultas, e o fato de muitas esconderem a gravidez dos pais faz com que o pré-natal comece a ser realizado mais tarde, às vezes já no segundo trimestre da gestação. “Por conta da falta de cuidados, elas têm o sistema imunológico mais fraco, o que aumenta em duas vezes o risco de contraírem infecções e ocorrerem partos prematuros.”

Os cuidados com o bebê já nascido também são menores devido à imaturidade. Muitas não têm um relacionamento estável com o pai da criança, o que faz com que os filhos cresçam em ambientes familiares mais desintegrados. E, em 80% dos casos, elas abandonam a escola e o trabalho e têm dificuldades em sustentar a criança, o que dificulta a tarefa de criar os filhos.

FONTE: http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?id=1211902&tit=Gravidez-na-adolescencia-atinge-o-menor-indice-da-serie-historica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar: