sábado, 6 de outubro de 2012

Rosário: Pe. Antônio Vieira.

A doutrina da Santa Igreja ensina, por meio do saudoso e sempre instrutivo Padre Antônio Vieira, o seguinte:


“..... que baste a autoridade da mesma Senhora do Rosário, e que não haverá devoção alguma tão pertinaz ou juízo tão teimoso que se atreva a resistir à força de suas divinas palavras. O segundo pregador depois do patriarca S. Domingos, escolhido pela mesma Virgem Santíssima para restaurador da devoção do seu Rosário, que, como todas as coisas boas, com o tempo se ia esfriando e diminuindo, foi o Beato Alano, tão filho do mesmo santo patriarca no espírito, como imitador do zelo. Apareceu-lhe, pois, a Soberana Rainha dos Anjos, e, encarregando-lhe que para remédio e reformação do mundo tomasse de novo a pregar e pro­mulgar o Rosário, as razões que acrescentou por sua boca sacratíssima, para que ele em seu nome as inculcasse a todos, foram estas:


Siquidem hoc genus orandi promptum ac facile, est mihi gratissimum, ad impetrandam divinam misericordiam accommodatissimum, populis salutare, et contra quae vis adversa praesens auxilium: Porque este gênero de orar pronto e fácil, é para mim – diz a Senhora – o mais agradável de todos, para alcançar a misericórdia Divina o mais acomodado, e para os povos o mais útil e saudável, porque nele tem o mais eficaz remédio e socorro contra todas as adversidades.

Todas estas prerrogativas da devoção do Rosário, e pronunciadas por tão divino Oráculo, a fazem digna de suma estimação. Mas a que no nosso caso se deve ponderar e venerar sobre todas, é dizer a mesma Senhora do Rosá­rio, que este modo de orar, por ser pronto e fácil, lhe é, não só agradável, mas em grau super­lativo gratíssimo: Siquidem hoc genus orandi promptum et facile, est mihi gratissimum. Que quer dizer promptum et facile, senão ordinário, vulgar e de grande facilidade, sem máquina de rubricas para o ordenar e acertar ...,



Sermão XXII, do Padre António Vieira

Edição de Referência:
Sermões, Padre Antônio Vieira, Erechim: Edelbra, 1998.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar: