sexta-feira, 3 de junho de 2011

Oração Universal atribuída ao Papa Clemente XI (séc. XVIII).


Oração Universal atribuída ao Papa Clemente XI:

Meu Deus, creio em vós mas fortificai a minha fé;

Espero em vós, mas tornai mais confiante a minha esperança;

Eu vos amo mas afervorai o meu amor;

Arrependo-me de ter pecado, mas aumentai meu arrependimento.

Eu vos adoro como primeiro princípio,
Eu vos desejo como fim último;
Eu vos louvo como benfeitor perpétuo,
Eu vos invoco como benévolo defensor.

Que vossa sabedoria me dirija,
Vossa justiça me contenha,
Vossa clemência me console,
Vosso poder me proteja.

Meu Deus, eu vos ofereço
Meus pensamentos, para que só pense em vós;
Minhas palavras, para que só fale em vós;
Minhas ações, para que sejam de vosso agrado;
Meus sofrimentos, para que sejam por vosso amor.

Quero o que quiserdes,
Porque o quereis,
Como o quereis,
E enquanto o quereis.

Senhor, eu vos peço:
Iluminai minha inteligência,
Inflamai minha vontade,
Purificai meu coração
E santificai minha alma.

Dai-me chorar os pecados passados,
Repelir as tentações futuras,
Corrigir as más inclinações
E praticar as virtudes do meu estado.

Concedei-me, ó Deus de bondade,
Ardente amor por vós e aversão por meus defeitos,
Zelo pelo próximo e desapego do mundo.
Que eu me esforce para obedecer aos meus superiores,
Auxiliar os que dependem de mim,
Dedicar-me aos amigos e perdoar os inimigos.

Que eu vença a sensualidade pela austeridade,
A avareza pela generosidade,
A cólera pela mansidão
E a tibieza pelo fervor.

Tornai-me prudente nas decisões,
Corajoso nos perigos,
Paciente nas adversidades
E humilde na prosperidade.

Fazei, Senhor, que eu seja atento na oração,
Sóbrio nos alimentos,
Diligente no trabalho,
E firme nas resoluções.

Que eu procure possuir
Pureza de coração e modéstia de costumes,
Um procedimento exemplar e uma vida reta.

Que eu me aplique sempre em vencer a natureza,
Colaborar com a graça,
Guardar os mandamentos
E merecer a salvação.

Aprenda de vós como é pequeno o que é da terra,
Como é grande o que é divino,
Breve o que é desta vida
E duradouro o que é eterno.

Daí-me preparar-me para a morte,
Temer o dia do juízo,
Fugir do inferno
E alcançar o paraíso.

Por Cristo, Nosso Senhor.

Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar: