sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Sobre a paternidade responsável, feminismo, indústria do divórcio e homossexualismo: por que a fragmentação da família ocorre.


Cara Amiga:

O pensamento liberal abre o caminho para que o descontentamento da grande maioria (que fica na pobreza enquanto a minoria fica rica) seja o combustível da implantação do fascismo mundial supranacional (=comunismo ou outros regimes totalitários em que o Estado, financiado por banqueiros e que seja manipulado pelas grandes empresas, interfere em tudo). Resumindo: precisam demolir as instituições estáveis para promoverem a (r)evolução ( o mito do progresso contínuo sem a paz da estabilidade).

Para que haja menor resistência a isso, é preciso haver uma mudança de mentalidade das pessoas, principalmente através de movimentos como o iluminismo (Rousseau, Voltaire, etc.) e o marxismo cultural (Gramsci, Freud, etc.). Liberais e comunistas são farinha do mesmo saco!

Quais são as propostas básicas desses movimentos? A destruição dos pilares da cultura ocidental tradicional (não a decadência contemporânea): moral cristã (Católica, já que a protestante é a semente da rebeldia contra essa cultura), direito romano (por isso o aparecimento dos "direitos humanos" para proteger bandidos) e a filosofia greco-romana (não esse nihilismo maluco que chamam de filosofia hoje em dia).

Que promovem esses movimentos, então?

Anticatolicismo (o Catolicismo é diametralmente oposto a isso por sua cultura hierarquizada, teocêntrica, fundada em valores cristãos e familiares tradicionais).

Ateísmo, humanismo, antropocentrismo (o homem obedece à própria vontade, não à vontade de Deus : daí deriva o protestantismo, a democracia e seus dogmas de soberania popular e o laicismo - note que a vontade de Deus não é levada em conta, sim a vontade manipulada do povão, transformando o Catecismo em um manual de boas maneiras aos domingos nas Capelas e Deus em um parente poderoso que é bom adular de vez em quando para, quando precisarmos dEle...).

Ódio entre grupos e classes de pessoas, incutindo-lhes idéias de que há opressores e oprimidos, pedindo justiça contra a "opressão, desigualdade, falta de liberdade, exclusão" - expressões de palavras de ordem marxistas, levando ao sonho igualitário. Isso gera conflitos entre plebe x nobreza, ricos x pobres, brancos x negros, homens x mulheres, pais x filhos, empregados x patrões, etc.

Igualitarismo (derrubada de todas as figuras de autoridade - inclusive de governos legítimos, enfraquecimento de leis duras contra atos anti-sociais, o relativismo moral e filosófico - a mentira é igual à verdade, a derrubada da autoridade dos pais sobre os filhos, o desprestígio da paternidade e os homens, gerando o feminismo, o comunismo, o movimento anarquista e o anti-monarquismo).

Ah, CIA = Central Intelligence Agency = serviço secreto americano. Para financiar muitas das atividades ilegais desses serviços secretos, eles próprios se valem de tráfico de armas e drogas (lucrativo!) e promovem o uso dessas substâncias, crime, terrorismo e guerrilha (leia "Dope, Inc.").

Eis o ponto: o que o crescimento da população GLS tem a ver com isso?

Vejamos:

Strong fathers make for masculine sons and feminine daughters. They make for strong families. Weak or absent fathers create weak men, feminists, lesbians and homosexuals.

It's no accident the elite has targeted the patriarchal male. Strong families (and societies) are based on strong male leadership. Without it, sons become effeminate and daughters become masculine. People become dysfunctional: love starved and obsessed with sex.


Eliminando a família, as pessoas ficam mais desamparadas, amedrontadas e vulneráveis a manipulações de políticos e empresários (é mais fácil dominar indivíduos assim do que uma unidade coesa). Como fazer isso? Destruindo os papéis masculinos e femininos na sociedade e na família (o que sempre constou na agenda comunista). A mãe deixa de ser mãe e terceiriza essa atividade para pessoas e instituições que deformam a criação dos filhos; o pai é retratado como um idiota troglodita sem vez e sem voz, cuja única contribuição aceitável é de financiador das vontades mimadas e consumistas dos filhos (que chantageiam e manipulam suas mães e que são os novos tiranos familiares, que determinam como a família deve ser), além de doador eventual de sêmen para possibilitar o nascimento de filhos. Essa é a razão pela qual muitos homens preferem encontrar a felicidade em bares, campos de futebol ou em pescarias, sem falar em drogas e prostíbulos.

Pais fortes não significa pais tiranos. Significa pais presentes e atuantes de forma sábia, firme, porém amorosa (sem violência e sem pieguices, todavia, contrabalançando a tendência maternal de mimar seus filhos por excesso de afeto e doçura, que por sua vez, suaviza a dureza dos pais). Todos os problemas da juventude (gravidez precoce e fora do casamento, uso de drogas, crimes, violência juvenil, promiscuidade sexual, homossexualismo, rebelião contra autoridades, indisciplina, problemas na escola, etc.) começam em lares sem essa presença. Como o homem é cada vez mais desautorizado, principalmente em suas famílias (quando não expulso de suas casas pela indústria do divórcio, movido, na grande maioria dos casos, por suas esposas - com ou sem um motivo razoável), esses problemas tendem a aumentar.

Entendeu, amiga? "Rebelião contra autoridades"! É isso que "eles" querem! Sem isso, não há revolução possível. Quer obstáculo maior do que nossa Santa Madre Igreja, que prega a submissão a Deus e às autoridades legítimas? Percebeu que pobreza não cria criminalidade? Que lares desequilibrados por um pai ausente ou inoperante é que a causam? Quer combater a criminalidade? Devolva aos pais seu papel, e que eles o assumam de corpo e alma!

Na minha curta experiência anterior como advogado de família, pude ver horrores causados pelo feminismo e sua perseguição aos homens, fazendo, de exceções psicopáticas, a regra. De simpático à causa feminista, passei a odiá-la. Ou a maioria dos homens não é vista como um bando de animais que precisam ser domesticados? Ou será que os ataques do feminismo não merecem uma defesa, sob pena de estarmos acreditando em versões unilaterais e fazendo julgamentos parciais sem um diálogo entre as partes? Pense nisso! Você aceitaria o julgamento feito por um juiz que só ouve o seu ex-adverso num litígio? Nem eu...

No tempo em que os pais eram atuantes e presentes, essas coisas não aconteciam. Pense nisso também!

Parece surreal, não? Concordo com você. Leia um pouco mais sobre esses temas, observe a realidade ao seu redor, converse com pessoas mais velhas sobre como as coisas eram no tempo delas e compare isso com a sociedade atual. Converse com pessoas separadas ou divorciadas e seus filhos além da superficialidade (talvez seja doloroso demais para eles se abrirem com você, mas, se eles o fizerem, você terá gratas surpresas). Conte-me depois suas conclusões. Ainda que discorde de minhas idéias, vou respeitar as suas, é claro. Mas não deixe de ver o outro lado da questão: essa é uma das coisas mais valiosas que aprendi militando na área jurídica.

Aquele abraço do amigo Anacoreta!

P.S.: Dê um abração a sua avó e a seu paizão por mim. Sou fã deles!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente, devido ao alto grau de estupidez, hostilidade e de ignorância de tantos "comentaristas" (e nossa falta de tempo para refutar tantas imbecilidades), os comentários estão temporariamente suspensos.

Contribuições positivas com boas informações via formulário serão benvindas!

Regras para postagem de comentários:
-
1) Comentários com conteúdo e linguagem ofensivos não serão postados.
-
2) Polêmicas desnecessárias, soberba desmedida e extremos de ignorância serão solenemente ignorados.
-
3) Ataque a mensagem, não o mensageiro - utilize argumentos lógicos (observe o item 1 acima).
-
4) Aguarde a moderação quando houver (pode demorar dias ou semanas). Não espere uma resposta imediata.
-
5) Seu comentário pode ser apagado discricionariamente a qualquer momento.
-
6) Lembre-se da Caridade ao postar comentários.
-
7) Grato por sua visita!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar: